sábado, 10 de junho de 2017

SAÚDE CONJUGAL - É POSSÍVEL! SIGA AS INSTRUÇÕES.

Estamos na semana do dia dos namorados. Curta intensamente esta data ao lado de quem você escolheu para amar e viver os seus dias aqui na terra. Para todos os casais casados e  noivos comprometidos para o casamento, reflitam sobre as dicas que vamos compartilhar. A saúde é um componente indispensável à vida. Também não é diferente para o casamento. Casamento doente, se não tratado, leva à morte. Com a graça de Deus completamos 41 anos de casados. Para manter a saúde do nosso casamento não descuidamos de investir em áreas importantes da vida pessoal e conjugal.Vamos compartilhar atitudes práticas que solidificam a relação no casamento :
1-  Nutrir diariamente  o encanto da beleza interior.
“... As  suas faces são como um canteiro de bálsamo, como colinas de ervas aromáticas”
( Cânticos 5:13).
A beleza exterior é um componente atrativo para início de um romance, mas esse encanto vai perdendo o seu brilho com o passar dos anos. A beleza interior é a força motora que produz o encanto que nutre o casamento pela vida toda. Reproduz imagens inovadoras sempre deixando o cônjuge mais atraente.  Quanto mais o tempo passa essa imagem se torna mais atrativa ainda,gerada da fonte de onde fomos gerados, a imagem e semelhança de Deus. Deus é essa fonte inesgotável que nutre o casamento não importa à fase que esteja. Sempre o melhor vinho é servido nas comemorações dos jubileus. Estamos próximos do jubileu de ouro, vamos festejar servindo o  melhor vinho de nossas vidas.

2-  Nutrir a chama do primeiro amor.
“... Eu sou uma flor  de Sarom, o Lirio dos vales” ( Cantares 2:1)
O casamento é atraído por paixão motivado por um amor capaz de fazer tudo para não perder o seu bem amado. A paixão é focada no encanto, o amor é focado no valor. Você consegue distinguir a diferença? O encanto pode até perder o seu brilho, mas o valor é algo que está no interior, que se aperfeiçoa com o decorrer das experiências e das lutas. O valor é pessoal “Eu sou”. A dimensão do ser  é pessoal: “ eu sou uma flor de Sarom”. Casamentos não começam bem, porque  nem todas as pessoas dão o devido valor sobre si mesmas. Se entregam facilmente como se fossem mercadorias. Resultado, são trocadas por outras mercadorias, e as vezes, com menos valor. Casamento não é comércio nem mercadorias para trocas. Esse nunca foi o propósito de Deus. A "rosa de Sarom" era a planta mais cobiçada da época. A jovem, do texto de Cantares, se declarou a mais bela dentre as outras jovens. A falta de valor gera baixa auto estima, Tornando  uma presa fácil para os predadores de plantões. O jovem, declarou  confirmando, você é: "Como lírio entre os espinhos é a minha amada entre as jovens". Essa linguagem de valor é força poderosa  para nutrir a saúde conjugal.

3-  Ouvir bons conselhos e cultivar suas  virtudes.
“ Ó meu filho, filho do meu ventre, filho de meus votos, não gaste sua força com mulheres, seu vigor com aquelas que destroem reis; “Não convém aos reis beber bebida fermentada...para não suceder que bebam e se esqueçam do que a lei determina...”
( Pv. 31:2-5).
Ouvir sábios conselhos dos pais devem ser  atitudes sensatas dos filhos. O Texto bíblico fala de dois conselhos de uma mãe: o primeiro  conselho é descritivo a  todos os filhos independente da condição social e religiosa da família: "não gaste sua força com mulheres, seu vigor com aquelas a que destroem reis".  Não são poucos os jovens que congelam no tempo. Os seus sonhos e  virtudes são trocados por um momento de prazer temporário. Na maioria dos casos esses relacionamento não prosperam, passam pela vida deixando rastros destrutivos. O segundo conselho é focado no comportamento: “Não convém aos reis beber bebida fermentada, para não suceder que bebam e se esqueçam do que a lei determina...”  As estatística são alarmantes, jovens perdendo suas vidas em acidentes, ao saíram alcoolizados de baladas. Outros tantos perdem o sentido da vida, não buscam mais os seus objetivos.
Para as mulheres que sonham por um jovem qualificado é preciso qualificar-se também. Mulheres virtuosas se qualificam para um casamento bem sucedido.  Pv. 31:10-31, agregam virtudes que Deus dá, graciosamente, a cada mulher independente de sua condição social e religiosa. Leia com atenção essas virtudes, destacaremos, o verso 12: “ Ela só faz o bem, e nunca o mal todos os dias da sua vida”. As imperfeições estão presentes no ser humano, mas não excluem  as virtudes. Mulheres e homens jovens, qualificados, tornam-se candidatos ao sucesso, tanto na vida empreendedora  quanto no casamento.

4-    Cultivar uma saudável comunicação.
Comunicação é o processo verbal ou não verbal de compartilhar informação com uma outra pessoa de maneira tal que entenda o que  está  se dizendo.
Há pelo menos seis maneiras de interpretação ao comunicar com outra pessoa. A comunicação é uma via de duas mãos. Falar e ouvir.
1.      O que você quer dizer.
2.      O que você realmente diz.
3.      O que a outra pessoa ouve.
4.      O que a outra pessoa pensa que ouve.
5.      O que a outra pessoa diz sobre o que você comunicou.
6.      O que você pensa que a outra pessoa diz sobre o que você comunicou.

Algumas razões porque não comunicamos corretamente: 
1.  Há pessoas que não têm a habilidade de conversar com as outras pessoas. Elas nunca aprenderam a compartilhar abertamente com uma outra pessoa e também têm dificuldade em formar palavras. Foram criados em lares onde houve pouca ou quase nenhuma comunicação.

2.   Há pessoas que têm medo de se abrir em relação ao que pensam e sentem. Elas não querem correr o risco de serem ofendidas se alguém discorda delas.Se eu abrir o meu coração, será que ele/ela vai entender? Será que ele/ela não vai me rejeitar?

3.   Há pessoas que tomam a atitude de que falar não resolve, então por que comunicar? Alguns casais tem dito: Já tentei isso tantos anos, e não deu certo, então eu desisti, me cansei.

4. Há pessoas que creem que não têm algo para oferecer. Pensam que suas ideias não têm valor. Têm uma auto-imagem muito baixa e como resultado, evitam dar comentários ou sentimentos pessoais. Minha palavra não vale nada, sentem-se que não possuem valor e como resultado, se fecham. Nas horas das refeições é um bom momento, pelo menos para alguns, para criar uma oportunidade para compartilhar como foi o dia. Para outros é uma grande decepção, pois a família nunca está junta.
                 
5-   Praticar o perdão, sempre.
O perdão  é fundamental para manter a saúde conjugal. Duas palavras que resumem o sucesso do casamento: amor e perdão. Quem ama perdoa; quem perdoa porque ama. O amor e o perdão é o padrão de Deus para conosco, pecadores. É o padrão de Jesus, para com sua Igreja. Deve ser  o padrão do marido, para com sua esposa. O amor e o perdão independem  de respostas positivas. É Unilateral e irreversível. É assim que Deus faz: "Dos seus pecados e iniquidades não me lembrarei mais"( Hebreus 10:17). Entretanto, nos relacionamentos interpessoais Deus condiciona o Seu perdão: "Porque,  se perdoardes aos homens as suas ofensas, também  vosso Pai celeste vos perdoará" ( Mt. 6.12). O perdão de ofensas interpessoais, necessariamente, precisará passar pelo arrependimento e aceitação entre ofensores e ofendidos.  Os efeitos de ofensas não perdoadas são devastadores e atingem gerações. O padrão bíblico  percorre duas milhas: a primeira milha é perdoar o ofensor e de coração; a segunda milha é perdoar as consequências causadas pela ofensa, mesmo que essas consequências alterem definitivamente à  rotina da vida. 
Refletindo:

"... Nenhuma quantidade de água pode apagar o amor, e nenhum rio  pode afogá-lo..."
  ( Cânticos dos Cânticos  8:7.a)
Faça desse momento uma reflexão sobre tudo o que foi dito confrontando como está seu relacionamento conjugal. Você que está à caminho de um compromisso sério de casamento reflita sobre os valores que você está se comprometendo com a pessoa com quem  viverá o restante de seus dias. Se o seu casamento precisa de um renovo, peça ajuda do Senhor e peçam ajuda de casais maduros que possam ajudar a superar as dificuldades. Se precisa de uma resturação, comece pelo perdão. Comece por você.  Cultive o amor, sempre.  Mantenha como alvo lutar por  uma boa saúde conjugal!
Por amor a Cristo!