sábado, 15 de julho de 2017

ENCARE SEUS ERROS, ARREPENDA-SE!

“... o filho mais novo reuniu tudo o que tinha, e foi para uma região distante; e lá desperdiçou os seus bens vivendo irresponsavelmente..."  ( Lucas 15:13)   
A conhecida frase "errar é humano" é alivio para mortais pecadores como nós. Mas não é um estimulador para práticas irresponsáveis. Em nossas experiências em ministrar pessoas, deparamos com situações em que nem todas  sabem como  lidar com os seus erros. O mais grave é que os erros são  repetitivos como se fossem uma herança hereditária, cultural.  
Para encarar essa questão é preciso entender que estar livre dos erros do passado não significa ser uma pessoa perfeita. Sempre vão acontecer novos erros em nossas vidas. Mas devem ser encarados como ocasionais ou acidentais. Em todos os casos precisam ser corrigidos e eliminados. Não devemos esperar perfeição, nem tão pouco contentar com a imperfeição.
Como Lidar com os Erros?

sexta-feira, 14 de julho de 2017

NUDEZ ESPIRITUAL - VESTIR A ROUPA DO PECADO!

“... E vendo Moisés  que o povo estava despido, porque Arão o havia despido para vergonha 
entre os seus inimigo” ( Êxodo 32:25).
A nudez espiritual é estar vestido a roupa do pecado. Adão e Eva ao pecarem sentiram-se nus (Gn. 3:7). O povo de Israel ao pecarem contra Deus, criando o bezerro de ouro, sentiu-se despido (texto acima). Vamos refletir sobre o tema: “ Nudez Espiritual – Vestir a Roupa do Pecado”. Lições que podemos extrair desse  episódio do povo Hebreu, no deserto:

sábado, 8 de julho de 2017

DUPLICIDADE - PROFANAR O PRINCÍPO DA CRIAÇÃO!

"Não pense tal pessoa que receberá  coisa alguma do Senhor, pois tem mente dividida e é instável em tudo o que faz"( Tg. 1:7)
O dicionário define a palavra duplicidade como: “ falso; fingido”, razão  suficiente para não  se praticar na vida.  Deus abomina todo tipo de duplicidade, mas ama aqueles  que  se  submetem as leis que regem as obras de sua criação.

A duplicidade é uma anomalia humana, uma maneira disfarçada em querer  adulterar as leis naturais de Deus. Querer estabelecer o falso no lugar do verdadeiro. Portanto, a duplicidade não é recomendada em nenhum aspecto da vida.  Vamos tomar como exemplo a lei da semeadura:
“... Não semearás a tua vinha de diferentes espécies de sementes, para que se não profane o fruto da semente que semeares e a novidade da vinha ”  ( Dt. 22:9)
Se usarmos de sinceridade este é um dos desafios mais difíceis da vida:  “não semear  diferentes espécies de sementes ”.  Na prática, como se  pegássemos  sementes de soja, milho, feijão, abóbora e semeássemos todas na mesma cova. Qual dessas sementes sobreviveria? Provavelmente nenhuma delas. Exatamente o que muitas pessoas  fazem com suas  vidas. Semeiam muitas coisas na vida, algumas desnecessárias, outras falsas, ocupando o lugar daquelas que são necessárias e verdadeiras. Semeiam como se a vida fosse um vale tudo. Deus abomina esse tipo de conduta por adulterar a essência do propósito da vida. É uma conduta em que o falso ocupa o lugar do verdadeiro. Uma   falsificação  que vai gerar consequências genéticas: “ para que se não profane o fruto da semente”. Profanar significa:  “ violar ou tratar com irreverência as coisas sagradas; desonrar, aviltar; tornar impuro”.  Alguns exemplos de profanar o fruto da semente:

sábado, 1 de julho de 2017

PADRÕES CORROMPIDOS AFETAM A SAÚDE DA ALMA E DO ESPÍRITO!

Padrões corrompidos contaminam a saúde emocional e espiritual do cristão. Por sermos um ser social influenciamos e somos influenciados por pessoas e culturas. A família, a comunidade e a religião são agentes influenciadores de padrões positivos ou negativos que vão abastecer o nosso emocional e o espiritual. A bíblia afirma com clareza que somente com a experiencia do novo nascimento, em Cristo Jesus, é possível  construir uma  saúde emocional e espiritual que nos levará a um verdadeiro destino traçado por Deus.
A saúde emocional e espiritual não é um ato instantâneo quando nos convertemos. É um processo que seguirá ao longo da vida, com ações práticas que vamos destacar algumas delas:

sábado, 24 de junho de 2017

NASCER DE NOVO, EM QUE SENTIDO?!



“... Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo

Tornar-se uma nova criatura deve ser a experiência mais importante da vida depois do nascimento. No nascimento ganhamos um nome, uma identidade com digitais únicas e invioláveis. Nos tornamos uma nova criatura quando experimentamos a vida de Cristo. Uma experiencia pessoal e intransferível ganhamos uma  identidade  única e inviolável.   
A pessoa se torna uma nova criatura, em que sentido? Uma mudança interior que resgatará o relacionamento pessoal com Deus rompido no Jardim do Éden. Por consequência essa transformação interior produzirá mudanças exteriores no trato com as pessoas e na  prática de boas obras, repercutindo mudanças de padrões espirituais, éticos e morais.
Essas transformações se tornam evidentes em áreas como:

sábado, 17 de junho de 2017

QUANDO MUDAR, QUANDO RENUNCIAR!?

A vida cristã é uma trajetória que nos coloca em constantes decisões. Uma dessas decisões está ligada a mudar ou renunciar. A mudança é uma decisão consciente quando entendermos que o nosso comportamento difere dos  padrões e valores propostos pela  nova vida em Cristo. Esse processo de mudanças é constante na vida do cristão. Segundo dicionário Online - mudar significa: "dispor de outro modo; trocar; substituir, remover...". A renuncia é uma decisão mais complexa. É abandonar algo  ou  valores  que envolvem a nossa própria vida. O dicionário Online define, assim: " desistir da posse de; recusar; abdicar...".
Quando mudar e quando renunciar?

sábado, 10 de junho de 2017

SAÚDE CONJUGAL - É POSSÍVEL! SIGA AS INSTRUÇÕES.

Estamos na semana do dia dos namorados. Curta intensamente esta data ao lado de quem você escolheu para amar e viver os seus dias aqui na terra. Para todos os casais casados e  noivos comprometidos para o casamento, reflitam sobre as dicas que vamos compartilhar. A saúde é um componente indispensável à vida. Também não é diferente para o casamento. Casamento doente, se não tratado, leva à morte. Com a graça de Deus completamos 41 anos de casados. Para manter a saúde do nosso casamento não descuidamos de investir em áreas importantes da vida pessoal e conjugal.Vamos compartilhar atitudes práticas que solidificam a relação no casamento :